quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Sem Alento



Sentir de que mim partes... marca de sangue vermelho
Sinto-te partir... naco arrancado de mim...um destelho
Sou eu menos um pedaço chamado ... tu
Sou eu, sem as vestes a cobrirem este sentir, sem ti...agora nu

Fusão de sentires...compulsão ao partir
Que te fiz eu... quem nunca de olhos abertos vi
Que cegueira me invadiu que não te vi ir
Tanta coisa que me passou e sem saber vivi

Luto que me invadiu... que do nada surgiu
Manto negro... aroma a enxofre... podridão
Argúcia que se perdeu no amor... que de mim fugiu
Actos em loucura, debruados com requintes de solidão

Decrépita a minha carne que se dissolve neste acido mordaz
Vermes que limpam os ossos daquele que em tempos foi audaz
Hoje sei que o sonho terminou e que acordei defunto
Aos fantasmas do meu passado agora neste instante me junto

Alço as mãos trémulas que libertavam firmes poemas de amor
Sorrio com desdém ao destino...que se me levantou turbulento
Arco-íris sombrio ... ponte de sentir com um única cor
Sou eu assim sem sopro de vida em mim... sem alento


Beijos e Abraços
Das Chamas do Fénix

5 comentários:

Shakti disse...

A vida segue...
As recordações ficam ...
Os sentimentos verdadeiros acabam sempre por voltar...
Os sentimentos falsos devaneiam-se ...

Bj e ainda bem que voltas ...mesmo que angustiado ...

blue violin disse...

Estou aqui meu amigo. Conheces-me como haeremai do beijo azul. Venho trazer-te um Prémio muito merecido, e as razoes de tal prémio estão todas aqui neste espaço maravilhoso!
Por favor passa pelo blue violin o meu mais recente espaço e levanta o Prémio Dardos!

Beijo azul...Sempre!

mjf disse...

Olá!
Truz-truz...está aí alguem???
Por favor responde ;=)
;=)

Beijocas
Boa semana

mando disse...

olá!! bem não sei porque apeteceu.m clicar no teu site e pronto reparei k ja não estava bloqueado, ainda bem!

Abraço do mando!

p.s. tb terminei com o meu blog...

AnaMar (pseudónimo) disse...

Porque te leio no facebook deixei de vir aqui :-(

Bjs

(Nini Nikas...)