quarta-feira, 9 de abril de 2008

Rasgo-te a roupa…rasgas-me a pele


Quando o negro manto da noite cai… e as sombras tomam formas estranhas…ali jaziam as nossas … imóveis…em silêncio…o tempo parou…no exacto momento em que o desejo nos abraçou… e nos apertou as entranhas...
Num instante fulminante, soltou-se a loucura… rasgo-te a roupa, rasgas-me a pele, comes o meu sal, bebo o teu mel, cai a carne mole em carne dura… grito animal de pura tesura… jorra a branca cal na tua figura…


Beijos e Abraços

Das Chamas do Fénix



7 comentários:

Rita disse...

Fenix Tenrinho,
Tu andas a perder-te aqui...
Jokas

O renascer da Fenix disse...

Rita...

Não minha Rainha... aqui ando a ver se me encontro...

Uma Grande Chama para ti... Beijos

Carla disse...

hum parece que andas a rasgar a carne com desejos ocultos...ou serão desejos de prazer?
bjs

O renascer da Fenix disse...

Carla...

Desejos ou Realidades...

Uma Grande Chama para ti...beijos

Liz / Falando de tudo! disse...

Uau!! Além de excitante, muito bonito!! E viva os amantes!!
Estou visitando blogs alheiios, e cheguei até o seu, muito bacana o seu blog e interessante o que você escreve. Eu volto!!
Liz

Azul disse...

Amigo, por favor, quando puderes, vai ao meu blog e ajuda-me a divulgar.
Pode ser que lhe arranjemos um dono decente.
Podes dar o meu email a quem achares necessário.Bj

primo disse...

Um excelente jorro de... deleite!

5*