terça-feira, 26 de agosto de 2008

Caminhante... na escuridão da noite...


Caminha o homem sonâmbulo em passos perdidos…
Caminha na escuridão da noite com os olhos escondidos…
Grita à multidão este homem sem rosto…
Mas ninguém ouve… entende… o seu desgosto!!!

Caminha debaixo do Sol sem luz própria … destelho!!!
A quem os seus não iguais chamam Lua…
Olha para ela, recria o seu espelho…
Vê no seu rosto a imagem que já foi sua!!!

Leva sobre si as finas vestes do luar…
Que lhe beijam a sofrida pele nua.
Sara as feridas nascidas do seu amar…
Rasgadas na carne viva…carne crua… carne tua!!!

Caminha e caminha, sem fim a alcançar…
Na bruma da noite, brota luz do seu caminhar…
Caminha e caminha… estranha forma de sonhar.
Caminha, caminhante até romper o despertar!!!

Beijos e Abraços
Das Chamas do Fénix


Ps: concorri com este a um concurso de poesia... vamos ver no que dá...

3 comentários:

Fatima Teixeira disse...

Bom poema...
Lindos versos...
Escreves coisas maravilhosas, sabias!!!
Já pensas-te na forte hipótese de escreveres um livro?!
Adoro-te!
Fica a minha admiração pelo que escreves...

Beijos

Fatima Teixeira

Shakti disse...

Pk é pelo caminhar que a nossa vida continua...

bjs

Anjo De Cor disse...

Bonito poema, desejo-te muita sorte ;)
Depois quero saber o resultado ;)
Bjs
Sónia