quinta-feira, 21 de agosto de 2008

Punhado de Areia...


Gostava de transformar todos os problemas…
Os desgostos, lágrimas, tristezas… dilemas
Num simples punhado de areia…
Que se me escapulisse por entre os dedos como o canto da sereia..

Mas são pedaços de mim…
São troços do que sou…
Um a um, são o de onde vim
São traços do caminho para onde vou!!!

Resta-me então juntar-lhe água
Moldar aquele vulto disforme…
Num busto ou estátua de mágoa…
Que a erosão em alegria transforme!!!

Será uma obra única… transparente
Exibida no meu sentir diferente…
E quem a consiga ler… interpretar
Será criatura digna da minha forma de amar !!!

Beijos e Abraços
Das Chamas do Fénix

3 comentários:

Shakti disse...

Um punhado de areia que se deslumbra num passado , agonia num presente e triunfará num futuro...

bjs

Fátima Teixeira disse...

Adoro ler-te. Tens uma pureza infinita que...me apaixona!
Deixo-te um beijo prometedor pelos bons momentos que me fazes passar.

Solto um sorriso, para ti...
Gbjo
Fátima Teixeira

Atever disse...

Era óptimo, deixar escapar os problemas, como a areia, por entre os dedos.
Mas tudo nasce e tudo morre e os problemas de hoje amanhã não serão nada.

Abraço.