sexta-feira, 22 de agosto de 2008

Um rasgo de Saudade...


Granjeei todo um mundo que criei na escuridão…
Senti nele o teu toque nas minhas costas…
Sopro de vida nesta imensidão… que representas nesta hora sem razão
Dás-me tudo o que gosto…dou-te tudo o que gostas…

Dançam as nossas respirações…
Num compasso sem hesitações…
Erguem-se as tentações… os pecados…as tesões!!!
Brandam no alto de nós as emoções …

Momento de tempo sem tempo…. Sentimento sem sentimento
O teu corpo no meu… o teu ventre de sabor salgado
A minha carne na tua carne… crescimento
Que belo este momento inesperado!!!

Escreves nas minhas costas paixão…
Escrevo no teu pescoço excitação…
Momentos únicos … movimentos sem sincronização…
Arremetemos um contra o outro… lascívia tentação!!!

Controlo inexistente… só tu e eu brilhamos na obscuridade…
Expludo em ti… bramido... virilidade…
Esperma que escorre por ti… insanidade….
No tremer que deixa já em mim… um rasgo de saudade!!!

Beijos e Abraços
Das Chamas do Fénix

4 comentários:

Fatima Teixeira disse...

Queria agora, poder sentir-te.
Olhar-te nos olhos,
Dizer que não vivo sem ti.
Que és o meu sol.
És também meu luar.
Meu tudo...Amo-te!

Shakti disse...

Apenas te deixo um bj ...

bom fim de semana

Eärwen Tulcakelumë disse...

Palavras de paixão nestes teus versos encantam, meu Amigo.

Retorno ao meu mundo após uma ausência, agradeço sempre tua amizade e carinho.

Pérolas incandescentes de bons momentos.

Eärwen

Pandora disse...

Estou a ver que isto por aqui andou num torbilhão de emoções na minha ausência.

Beijokas