terça-feira, 12 de fevereiro de 2008

A mais nova Nação do Mundo, que fraude…

Não se fala em outra coisa que não sejam os atentados contra o presidente e primeiro-ministro de TIMOR…
Os nossos mais altos dirigentes mostraram-se consternados e revoltados com a situação… e mostraram total solidariedade para com as instituições democráticas dessa Jovem Nação…
Como calculam ou podem calcular pela minha forma de escrever e de pensar, eu sou assim um tanto ao quanto Directo e limito-me aqui no meu espaço a dizer o que me vai na alma…
Vou aqui dizer o que penso de Timor essa grande Nação…
Estimo os Timorenses, como estimo os Brasileiros, os Angolanos, os Guineenses, os Cabo-verdianos, os Moçambicanos, os São-Tomenses, são todos naturais de Ex colónias Portuguesas, mas hoje limitam-se a ser naturais de Países mais ou menos Independentes e nos quais não devemos interferir como salvadores da Pátria porque se estão na “merda” foi porque nos assim os deixamos.
Durante Séculos, explorámos ou deixamos explorar por potências estrangeiras à exaustão as nossas ex-colónias e acho que o único legado que lá deixámos que ainda merece alguma simpatia por parte delas é a Língua Portuguesa… de resto não deixamos lá nada, nem infra-estruturas, nem indústria, nem cultura, nem nada de nada…
Mas voltando a TIMOR, o que era Timor Leste, sim porque temos de dizer sempre Leste porque esta grande nação não passa de meia-Ilha, antes de ser invadido pela Indonésia???? Pois era uma pequena colónia onde tínhamos meia dúzia de soldados e onde o investimento Português era nulo (não se investia em Portugal Continental e íamos investir nas Colónias)… depois vieram os Indonésios… Criaram-se movimentos de resistência (Pró Americanos, Pró-Comunistas) a Igreja Católica começou a mexer os seus cordelinhos pois a Indonésia é muçulmana e durante anos viveu-se assim, num clima de guerrilha…
A própria Indonésia não conseguiu implementar programas que melhorassem ainda mais o nível de vida dos locais porque a Guerrilha não deixou…
Mas numa coisa eu não tenho dúvidas, os Timorenses passaram às mãos dos Indonésios a ter um nível de vida muito melhor, daquele que tinham quando éramos nós a reger os destinos daquela gente…
Depois com grande habilidade foi orquestrado o massacre de Stª Cruz e (foram criados mártires em nome de uma causa superior) conseguiu-se transformar o Xanana num novo Mandela… o mundo colocou os olhos em Timor como nunca antes o tinha feito…(Comunicação Social para que te quero)
Só que o que nasce torto, tarde ou nunca se endireita, os Indonésios cederam, os Australianos ficaram com o que sempre queriam (Petróleo), os Portugueses com a Fama de Bons da Fita e os Timorenses lixados…
Queriam (uma parte deles) a Liberdade (nunca ninguém lhes deve ter dito que isso não existe) e o que encontraram…. é que a Liberdade lhes trouxe mais miséria do que a que tinham, mais insegurança do que a que tinham e que os Senhores de Timor voltaram para tomar posse dos seus direitos e continuarem a explorar a troco de muito pouco os seus conterrâneos…
O povo de Timor, quer é viver bem, essa coisa da Liberdade é boa para quem já tem a barriga cheia…
Agora são livres, mas estão cheios de fome, agora são livres, mas os que sempre mandaram continuam a mandar, agora são livres e já não o querem ser… Como humanos só querem viver bem e como humanos estão-se a marimbar para quem manda, só querem é ter as coisas que se vêm na televisão…e as coisas com que sonham…
Ai se eles soubessem que isto ia ser assim…


Beijos e Abraços
Das Chamas do Fénix

5 comentários:

malingua disse...

Os timorenses têm sido vítimas das grandes potências da região (Indonésia e Austrália) e só é pena que a grande "democracia" australiana nunca tenha tido "tomates" para correr com os indonésios e depois de muitos mártires acabam por ser eles os colonizadores.
Tudo o que se passa hoje em Timor tem, segundo os especialistas, um empurrãozinho da Austrália, com a conivência da ONU. Basta ver o tempo que o Ramos Horta ficou estendido sem auxílio.
O que eles querem é petróleo e estão-se cagand* para a liberdade de Timor.

Dualidades disse...

É triste ver o que por lá se passa! Foram colonizados durante muito anos por muitos e agora estar a ser vitimas dos próprios timorenses.

Dualidades JP

Mando disse...

Apenas deixo aqui duas frases

"a liberdade não vem de graça"

"a democracia é usada para construir um colonialismo disfarçado"

Acho que estas duas frases resumem bem o que se passa em Timor....

Abraço...do mando...

O renascer da Fenix disse...

Mando...

Pensava que estavas de Férias...

Um Abraço

Atever disse...

Aquilo é tudo obra dos australopitecos. Lançam a confusão que é para reforçarem a presença.
Abraços.