quinta-feira, 12 de junho de 2008

História de Vida



Nem sempre fui assim…
E já não tenho remédio
Nem luto para ter
E sei que tudo tem fim
Desde a loucura ao tédio
Como tem de ser

Sei quem sou e como sou
E não quero esquecer
Só quero ser feliz
E não sei para onde vou
Nem quero saber
Foi assim que sempre fiz

Mas as horas passam e vão continuar a passar
E algum dia
terei de parar de voar…

Beijos e Abraços
Das Chamas do Fénix

4 comentários:

Pandora disse...

Parar de voar nunca! Os voos podem ser outros ou de outros tipos, mais curtos, mais longos, mais altos ou mais baixos, mas parar nunca!

Beijos

As Chamas do Fénix disse...

Pandora,

Como alguém me disse um dia... voar mais rasteiro e apreciar melhor as vistas ;)

Uma Grande Chama para ti...Beijos

Paula disse...

Deixar de voar é o mesmo que deixar de sonhar!
E deixar de sonhar é não viver!
Portanto abracemos a vida nas suas paixões e loucuras!

A nossa existência é para ser vivida com entusiasmo dedicação e uma grande dose de coragem!

Sempre!

As Chamas do Fénix disse...

Paula

Parar de Voar... encontrar um ramo para poisar...descansar poderá não significar parar de sonhar... mas sim iniciar um sonho diferente...

Uma Grande Chama para ti...Beijos