segunda-feira, 7 de julho de 2008

O Sal



Solto pela brisa do mar
Que te toca na minha ausência
Preso como num abraçar
Nas linhas da tua consciência

Sal que adoça a tua pele
Que me dá sabor à vida
Sal travo de mel
Que traz a alegria esquecida

Sal vindo do teu ser
Do néctar do teu suor
Grato eu por merecer
O toque de tal sabor

Venha a mim esse sal… branco…puro…cristalino
Venha a mim esse sal…mais que sal, amor divino


Beijos e Abraços
Das Chamas do Fénix

8 comentários:

mando disse...

olá amigo fénix olha como é k poes essa coisa do não copie seja original? eu sei como passar ao lado desse sistema mas ás vezes dá jeito...se poderes diz-me como fazes...

abraço...do mando! e claro que aqui está mais um belo poema!

Paula disse...

Mãe!!!
O que a paixão e o amor fazem pela poesia!

Realmente divino!

As Chamas do Fénix disse...

Mando...

Dá-me um mail e tratamos disso...

Abraço

As Chamas do Fénix disse...

Paula...

simplesmente obrigado...

Uma Grande Chama para ti... Beijos

Carla disse...

porque o sal é condimento,
porque o sal consegue ter um toque muito especial,
porque o sal na pele tem um sabor especial...

...acho que estás verdadeiramente inspirado
gostei imenso destas tuas palavras a lembrarem o mar e o Verão
beijos em desalinho

As Chamas do Fénix disse...

Carla,

Obrigado pelas tuas palavras sempre bem alinhadas ... nada como uma pitada de sal... para dar sabor à vida... e como não ao amor...

Uma Grande Chama para ti... beijos

Shakti disse...

"Venha a mim esse sal… branco…puro…cristalino
Venha a mim esse sal…mais que sal, amor divino"

Gostei imenso deste sal que nos tempera a vida..

Bjs

As Chamas do Fénix disse...

Shakti ...

E eu de te ter por cá a provar um pouco de este sal...

Uma grande chama para ti ...beijos