quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

Eu sobrevivi outros não têm tanta “Sorte”…

802… parece um número sem sentido, mas o que está por detrás deste número? São com certeza muitos lares desfeitos, muitas lágrimas dor e sofrimento…
802, é número de pessoas em Portugal que já tombaram nas estradas Portuguesas desde o início do ano… e é assim que este numero aparentemente vulgar se reveste de uma importância capital.
Eu sobrevivi, sou um sobrevivente, ao acidente que enviou o meu carro directamente para a sucata, onde estive mais de uma hora encarcerado, dois dias em SO e dor, muita dor, mas sobrevivi… Não sei o que significa a palavra Sorte ou o que é a Sorte, mas também não encontro mais nenhuma que defina melhor o que se passou naquele fim de tarde, talvez só a palavra “Milagre”.
Felizmente ia sozinho, felizmente não bati em mais ninguém, felizmente a única pessoa que sofreu fisicamente com o acidente, foi a pessoa que o provocou ou seja Eu. . . e digo isto porque sou consciente que a dor, não se resume aos actores principais dos acidentes, a dor alastra como uma onda imparável por todos os que convivem e amam aqueles que tombam feridos de morte ou simplesmente feridos nos mesmos.
Como castigo, pela minha leviandade, jamais irei esquecer aqueles segundos que pareciam horas, aquele filme em câmara lenta, o som do ferro a torcer alternando com os silêncios do carro no ar enquanto ensaiava uma coreografia de morte, o cheiro do combustível, o desejo que tudo termine bem ou mal, mas que tudo termine… em segundos, apenas segundos voltei a nascer…como a Fénix…
Eu sobrevivi, mas por favor pensem, provavelmente o 802 no final deste texto já será pelo menos 803, tenham calma, vivam a vida passo a passo, não bebam e se o fizerem não conduzam, nas estrada não andamos sós, respeitemos para sermos respeitados…
A todos os que diariamente arriscam as vidas no campo de batalha em que se tornaram as estradas de Portugal um grande bem-haja e boa
sorte…

3 comentários:

Para sempre, Maria disse...

Um bem-haja ati também, que aproveitaste esta experiência para rensaceres para a vida com outros olhos.
beijo

Dualidades JP disse...

Parabéns por mais um a esta coisa dos blogs!
Se me é permitido, vou dar uma opinião sobre o vermelho que está do lado direito da página! Acho que é muito berrante. E olha que eu gosto muito de vermelho. :o)

Abraço

Rita disse...

Eu também tive um há ano e meio. Andava muito cansada, tinha recomeçado o trabalho na semana anterior, a R pequenita ainda mamava de noite e o inevitável aconteceu fechei os olhos por momentos e o carro foi para cima de um daqueles separadores de plástico com água dentro. Apesar de não ter sido nada grave, como ía com as minhas R's no carro a coisa tomou uma dimensão muito maior. Agora tenho muito medo e tomo muitas precauções para que não volte a acontecer mas tenho ainda mais medo dos outros, loucos ou quem sabe cansados como eu e que podem vir para cima de mim...
Jokas