segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Perfume...

Flor de pétalas vivas… cobertas de gotas de sal
Escorrendo pelas tuas esguias pernas …teus talos
Fragmentos de prazer fugindo ao teu reduto passional
Tenho a boca como arca e a língua como laço…quero aprisioná-los!!!

Curvas que se formam seguindo as trilhas do corpo sagrado
Filha de Vénus que me elevas à gloria
Sente a tesura deste corpo…pedaço de carne içado
Escrevendo com tinta viva a nossa história!!!

Rasgos de inusitada beleza invadiram aquela colina
Onde brota a nascente do teu ventre … meu alimento
Branca a espuma de Marte … no gemido que te ilumina
Sobre a tua branca pele … derramo o sagrado unguento!!!

E do perfume do nosso sexo … do teu e do meu… fundidos
Sairá este novo aroma inebriante … de dois corações unidos!!!

Beijos e Abraços
Das Chamas do Fénix

6 comentários:

Shakti disse...

O perfume da união aqui bem patente..trás um pouco de volta o fénix renascido !

bjs

Anónimo disse...

Que escrevas sempre com os sentimentos de um poeta!!!
Gosto muito de visitar o teu cantinho.

GBjo

AnaMar disse...

O reencontro no deserto transportou-te a um lugar mágicos de sensações.

E como as descreves bem...

As Chamas do Fénix disse...

Shakti…

Os perfumes deixam sempre a sua marca inconfundível em cada corpo… o mesmo perfume… milhares de aromas em cada pele…

Uma grande chama para ti… beijos

As Chamas do Fénix disse...

Anónima
Só sei escrever com sentimento… não há outra forma para mim.

Uma grande chama para ti…beijos

As Chamas do Fénix disse...

AnaMar…

E que lugar mágico que sempre nos dá novas coisas a descobrir…

Uma Grande Chama para ti…Beijos