sexta-feira, 11 de janeiro de 2008

Tempo… no tempo

Tudo é tempo…temos tempo para tudo e não temos tempo para nada, tempo util, tempo perdido, as amizades que ficam para trás porque não temos tempo de as encontrar, os filhos cada vez mais rebeldes porque não temos tempo de os educar, a nossa pele cada vez mais velha num tempo que não podemos parar…
Sempre houve tempo, mas hoje o tempo domina-nos, criámos relógios para controlar um tempo que nos controla, criámos horários para tudo…temos de chegar a horas, temos de sair a horas é tudo uma questão de tempo…
Está tudo temporizado, as horas que dormimos, as horas a que comemos, as horas do ginásio, as horas da escola, as horas do serviço, as horas da medicação, as horas do infantário… e onde fica o tempo para o nosso tempo…não há tempo
As pessoas lutam para terem tempo no tempo que é delas, que raio este tempo que nos escraviza… ele avança de forma imparável…ele avança e avança até que se nos termina o tempo…
Tentamos no tempo que temos, criar tempo para nós e para os que amamos, tudo o que fizemos ou deixamos por fazer se perderá no tempo, portanto amemos com tempo, e o dia que o nosso tempo termine, continuaremos vivos no tempo da memória daqueles que ainda têm tempo…

Beijos e Abraços
Das Chamas da Fénix

12 comentários:

Silvia disse...

devagar, o tempo transforma tudo em tempo.
o ódio transforma-se em tempo, o amor
transforma-se em tempo, a dor transforma-se
em tempo.


os assuntos que julgávamos mais profundos,
mais impossíveis, mais permanentes e imutáveis,
transformam-se devagar em tempo.


por si só, o tempo não é nada.
e idade de nada é nada.
a eternidade não existe.
no entanto, a eternidade existe.


os instantes dos teus olhos parados sobre mim eram eternos.
os instantes do teu sorriso eram eternos.
os instantes do teu corpo de luz eram eternos.
foste eterno até ao fim.

autor: José Luís Peixoto

O renascer da Fenix disse...

Silvia,

Absolutamente lindo...

Beijos

Rita disse...

Cá está, um post dedicado a esse Sr. que tem o dom de me atormentar a cada dia que passa. Se me saísse o Euromilhões eu contava-lhe uma história...
Jokas

Brisa disse...

Tive um prof que disse uma vez que "para as coisas realmente importantes para nós, nunca faltava o tempo"! Quanto menos tempo, mais coisas conseguimos fazer, não é?

mando disse...

fantástico...decide vir a este blog pk sim...comentei no markl e o seu blog estava por cima e decidi espreitar e inda bem k o fiz. o k diz está completamente certo! ja não temos tempo...mas não lhe roubo mais tempo....comprimentos do Mando

S. Pedro disse...

Ai tempo, tempo...
As pessoas (e eu também! Claro) pensam muito no tempo que passou e no tempo que está para vir... quando por vezes pensar no tempo presente é que faz toda a diferença....

bjos

Gerlane disse...

Olá!

Coincidentemente, postei, nesta semana, um poema falando sobre o tempo e, como dele dependemos, da mesma forma que é impossível submetê-lo a nossa conveniência.
Muito bom o seu texto!

Beijos!

Dualidades disse...

A mania do Homem em dividir o tempo, faz com que o andemos sempre a contar.

Dualidades JP

SílviA disse...

Eu sou com toda a certeza uma escreva do tempo.

Já fiz várias vezes essa reflexão e muitas vezes só me apetece ter tempo para mim, aquele tempo em que estamos sozinhos a relfectir, relaxar, sem que nos incomodem ou a agenda diga que temos que ir não sei onde,sabes?!

Bj

Gaja Boa 2 disse...

O tempo perguntou ao tempo quanto tempo o tempo tem, o tempo respondeu ao tempo que o tempo tem tanto tempo quanto o tempo tem...

beijos atempados

Silvia disse...

Um Bom de fim de semana Fénix...
volto na segunda. :)

Diva disse...

Fantastico! Simplesmente... tempo, tempo, tempo... sempre ele o senhor da vida. Enfim...
Bjs meus