quinta-feira, 4 de setembro de 2008

A Teia...



Atenção este texto pode ferir susceptibilidades pelo que se é uma pessoa sensível não aconselho a sua leitura…


Esta semana escrevi um texto mais ou menos humorístico sobre a Porteguelândia, mas hoje vou falar a sério… quem me conhece, sabe que não sou por natureza uma pessoa violenta… mas também sabe que não tenho sangue de barata… e na verdade hoje sinto-me enojado…
Perguntarão porque?
E eu respondo … Sou homem, mas primeiro que tudo sou um Pai… tenho uma filha de 5 anos e simplesmente sempre que oiço falar em Pedofilia e me passa pelo pensamento o que estes energúmenos poderiam fazer-lhe se tivessem oportunidade… fico doente.
Perdoem-me aqueles mais eruditos que sempre encontram uma explicação muito filosófica que desculpabiliza este tipo de “animais” … mas eu ainda sou um homem da “raia” (não quer dizer que por aqui não haja roupa suja dessa) e vejo as coisas de uma forma mais “primitiva”.
Há uma operação internacional e aqui na Porteguelândia são identificados 23 “animais” com material pedófilo em seu poder…
O que é isto de identificados?
É nada… neste pais é nada… 2 anos no máximo… e isto se fossem “animais” de poucos recursos.
Professores…Advogados… Médicos… mais um sinal da Teia bem montada, cujo véu se começou a destapar com o caso “Casa Pia”…
São cultos, são ricos, são influentes, são insuspeitos, mas não passam de monstros capazes de fazer as maiores atrocidades a crianças inocentes, organizados em pontos-chave da sociedade tapam-se uns aos outros ocultos na suas mascaras… pessoas de bem perante a sociedade… animais nas sombras do mundo.
Estão por todo lado… desde quem cria as leis a quem as aplica, desde quem deveria proteger a quem deveria formar, desde quem deveria cuidar a quem deveria curar… são muitos mais dos que imaginamos, mentes doentias… predadores de inocentes, indefesos e geralmente de poucos recursos, presas fáceis de atacar e de descredibilizar em caso de aperto.
Poderão parecer as minhas palavras um pouco paranóicas… mas é o que eu penso… acredito que não devo acreditar cegamente que um “Juiz” que aplica a lei dos homens é um ser impoluto e acima de qualquer suspeita, quando os “Juízes” de Deus na Terra, que aplicam as leis de deus, a justiça divina, obrigam o seu “Dono” a dar a volta ao mundo a pedir desculpas por estes actos hediondos.
Somos todos homens, somos todos imperfeitos… mas há imperfeições que pura e simplesmente têm de ser banidas contundentemente… não vou dar exemplos do que lhes faria se me caíssem nas mãos, pois sinto que os vossos estômagos poderiam não aguentar…
Confio, tenho fé, que ainda existem muitos pais, mães, irmãos e irmãs com o poder suficiente para travar este flagelo… se não protegermos hoje as nossas crianças o que será do nosso mundo no dia de amanhã…
Trazer um filho ao mundo já dá que pensar a muita gente pelas dificuldades económicas… com estes “animais” à solta (que me perdoem os animais) … dá ainda mais que pensar não dá?

Beijos e Abraços
Das Chamas do Fénix

8 comentários:

Rita disse...

Compreendo e assino em baixo de tudo aquilo que escreves. Eu também não sei o que seria capaz de fazer a uma besta dessas se alguma vez me cruzasse com uma. Acho que deveriam mostrar nas televisões fotos dos "identificados" para que toda a gente soubesse quem são e para que fossem castigados. Nestes casos até sou a favor da justiça por mãos próprias...
Jokas

Shakti disse...

Eu também não arranjo qualquer explicação , por muito filosófica que seja para estes comportamentos...tenho 2 filhos de 7 e 4 anos e sinceramente não me consigo imaginar a passar por uma situação em que algo idêntico acontece aos meus filhos , penso mesmo que não responderia pelos meus actos ...
Nem todas as atitudes justificam , ou pelo menos são justificadas...

Antes de aparecer por aqui apareci num outro blog que é o Shiuuu(http://shiuuuu.blogspot.com).
Não sei se conheces , mas é mais ou menos um género de confessionário anónimo cibernético...um dos segredos de hoje é :
"Ele humilhou-me .Bateu-me.Amarrou-me.E depois violou a nossa filha à nossa frente.
Eu estou à espera do momento para o matar ."

Sabes não consegui comentar , talvez porque o meu comentário iria ferir susceptibilidades e não estou para causar polémica ...mas a minha vontade era apenas ...e porque não o mataste ainda?-Esta nossa justiça infelizmente além de tardia muitas das vezes não é nada justa ,ainda continua a favorecer o culpado em detrimento da vitima...é ...é como tu dizes...esta "Porteguelândia"...ainda não consegue dar estabilidade a quem é pai ou mãe e ama incondicionalmente os seus filhos .

bjs e desculpa o "testamento"

Mando disse...

Realmente fizes-te bem pedir desculpa aos animais pela comparação com essas bestas humanas que por ai andam...a morte era pouco para essas coisas, sim porque não passam de coisas...nem me quero alongar sobre este assunto que não tarda estou-me a passar...Abraço

fatimatex disse...

Bolas, este post mexeu imenso comigo:
1º porque um dia serei tbm eu, Mãe e como tal , este tema preocupa-me bastante, 2º porque é contra os valores humanos, ainda por cima de quem ainda não se consegue defender...
O agressor (e é quando se consegue saber quem é),leva meia dúzia de anos e se tiver bom comportamento juntamente com as amnistias , saí cá para fora em muito pouco tempo volta a fazer o mesmo...é triste mas é a dura verdade em Portugal...
Pra mim as fotografias e os nomes destes "vagabundos" deviam ser colocadas nos jornais, para que ficassem marcados,e em seguida..."Pena máxima,CASTRAÇÃO em praça pública".

Não tenho dúvidas, Justiça? qual? onde?

GBjo,

FátimaTex

Fénix disse...

Espero que não me interpretes mal.
Já tinha pensado muito neste tipo de assuntos, tal como noutros, e ontem na televisão deu um exemplo muito bom de uma situação que dá que pensar: imagina um veterano de guerra com stress pós traumático a matar pessoas desenfreadamente. Ele é culpado?
É nesta ambiguidade da questão que assentam todos os crimes... Até onde vai a culpa do criminoso - e aí sim chego a uma conclusão: ele é tão mais culpado quanto maior for a percepção da realidade do que está a cometer.
Não me perguntes se perdoaria alguém que me fizesse algo, ou o que lhe faria. Eu não sei, provavelmente muito mal... Mas para isso existem os "juízes imperfeitos" - para julgar. O nosso país é pequenino e medíocre em muitos aspectos, já esteve muito melhor do que está, mas não somos de todo maus quando comparados a outros países. O que temos a fazer é isso mesmo que dizes: arregaçar as mangas e lutar pela prevenção da mal formação de pessoas - possíveis criminosos - e pela educação dos "nossos" filhos.

Quanto à tua referência a Deus enquanto ser perfeito... Antes fosse.

Paula disse...

A Justiça portuguesa tem de ser imparcial e eficaz no que se refere a casos de pedofilia como noutros!
E a verdade é que não se consegue neste momento gerir todo este mecanismo de processos que se acumulam nos tribunais e que só atrasam a justiça.
Temos que ser mais informatizados. As informações sobre o indivíduo têm de ser actualizadas e tem de haver troca de dados. Como se referia há pouco nos média, um individuo não pode ter um processo em tribunal em que requer o poder de paternidade sobre uma criança, quando noutro processo está a ser acusado de pedofilia...e o juiz ignorar tudo isto. É lógico que as várias entidades troquem informações e cooperem com um só objectivo: que se faça justiça para que haja uma sociedade mais harmoniosa.
O que estou a assistir é que cada vez mais há associações criminosas que conseguem enganar autoridades policiais, intimidam juízes e manipulam políticos.
O cenário português no futuro, a continuar assim é assustador.

As Chamas do Fénix disse...

A todos…
Escrevi o que escrevi… mas agora acrescento se algum destes monstros tocasse na minha filha

Policia eu
Juiz eu
Pena morte
Carrasco eu

A existência de uma lei e dos órgãos competentes para a aplicar nem sempre é sinónimo de Justiça… e quanto a Deus não sei se é perfeito ou não, nunca me foi apresentado, mas se permite que estas coisas aconteçam tem uma estranha forma de nos mostrar o sentido da perfeição.

Uma grande chama para todos…
beijos e abraços

Fénix disse...

É essa a piada do livre arbitrio...